notícias

  • Mart’nália

    12/05/2017


    Guia da Folha - SP
  • Mart'nália na Casa Natura Musical

    05/05/2017

    CASA NATURA MUSICAL APRESENTA: MART'NÁLIA

    Mart'nália samba desde que nasceu mas também ouve e gosta de tantas outras vertentes de música desde então… E assim se apaixonou por música.

    Misturando, juntando tudo + MISTURADO.

    Por isso mesmo esse novo show, “+ Misturado”, vai trazer todos os grandes sucessos e as músicas que foram gravadas no CD de mesmo nome, que contou com participações de Caetano Veloso, Djavan, Gilberto Gil, Zé Ricardo, dentre outras grandes estrelas da música.

    E enquanto Mart’nália canta e encanta nos palcos, a plateia dança, samba e canta junto, fazendo desta uma noite um momento de muita troca e, é claro, de muita mistura.

    Abertura da Casa: 20h30

    Classificação: Livre.

    Informações sobre vendas: www.eventim.com.br/casanaturamusical


    Me Põe Na Boa
  • A boa mistura de Mart'nália

    05/05/2017

    Mart’nália:"Meu show é muito alegre e faço questão de cantar o que as pessoas gostam"

    Cheia de suingue e trazendo belas canções na bagagem, Mart'nália desembarca pela primeira vez na cidade nesta sexta-feira (5) para mostrar aos londrinenses toda a pluralidade de seu canto. Atração do projeto Vectra ConstruSom, a cantora traz a Londrina o show da turnê que mescla antigos sucessos e músicas de seu mais recente CD, o elogiado álbum + Misturado. O espetáculo que conta com apoio do grupo Folha de Comunicação será apresentado às 21 horas, no Teatro Marista.

    Após lançar álbuns com sonoridades distintas em que ora homenageava o samba e ora se dedicava a explorar o universo pop, Mart'nália encontrou o ponto de equilíbrio em + Misturado, 11º disco da cantora. Lançado em janeiro de 2017, o CD reúne composições de seu pai, Martinho da Vila ("Ninguém conhece ninguém"), faixa em que divide os vocais com autor da música, Gilberto Gil ("Estrela"), Caetano Veloso ("Tempo de Estio"), além do medley das clássicas "Ela disse-me assim"/"Loucura", de Lupicínio Rodrigues. Também fazem parte do álbum canções inéditas assinadas por Teresa Cristina, Zélia Duncan e Geraldo Azevedo. Ao levar o setlist para o palco, Mart'nália não deixou de lado grandes sucessos que têm sido cantados em coro pela plateia que acompanha a turnê que tem rodado o País. Entre os hits estão "Ela é a minha cara" (Celso Fonseca e Ronaldo Bastos), "Cabide" (Ana Carolina) e "Pé do meu samba" (Caetano Veloso).

    A leveza e o ecletismo musical se tornaram marcas registradas do trabalho de Mart'nália, que comemora 30 anos de carreira artística em 2017. Desde que lançou o primeiro álbum em 1987, a intérprete tem explorado várias facetas de sua arte em discos produzidos por alguns dos maiores nomes da música popular brasileira. Gravado em 2002, o CD Pé do Meu Samba tem produção assinada por Caetano Veloso. "Já Madrugada" (2008) foi produzido por Maria Bethânia, e "Não Tente Compreender" leva assinatura de Djavan. Além da carreira musical, Mart'nália se aventurou pela dramaturgia ao aceitar o convite de Miguel Fababella para interpretar o personagem Tamanco no seriado "Pé Na Cova", exibido pela Rede Globo.

    A vinda de Mart´nália a Londrina marca o 23º espetáculo promovido pelo projeto sociocultural Vectra ConstruSom, que desde 2006 já trouxe aos palcos londrinenses artistas consagrados como Ná Ozzetti, Tetê Espíndola, Geraldo Azevedo, Mônica Salmaso, Adriana Calcanhotto e Arnaldo Antunes, entre outros.

    Em entrevista à Folha por e-mail a carioca falou sobre seus novos trabalhos.

    Quais novidades o público poderá conferir neste espetáculo?

    Nunca fui a Londrina, então acho que tudo será uma novidade no ao vivo. Meu show é muito alegre e faço questão de cantar o que as pessoas gostam de ouvir dos meus sucessos e também os pops gravados de Caetano, Djavan e Gil.

    Pensa em voltar a atuar como atriz após a participação no seriado "Pé na Cova"? Como foi essa experiência?

    Não temos como voltar, pois Miguel Falabella não irá mais fazer esse seriado. A perda de Marília Pêra foi muito grande para todos nós. A experiência foi maravilhosa, aprendi muito, muito mesmo! Tenho uma admiração por todos os atores que contracenaram comigo, assim como ao Miguel. Sou muito grata por isso.

    Como você avalia o atual cenário da música brasileira? Algum novo talento tem chamado sua atenção?

    Gosto muito da nossa música, das nossas misturas. Tem o Matheus VK que abriu meu show no Circo Voador, que admiro muito e é bem novo e misturado, a voz dele é ótima e as composições também. Tem muita gente nova seguindo um trabalho novo como Cris Sauma e Tom Karabachian.


    Marcos Roman, Folha de Londrina