notícias

  • Mart’nália leva seu novo show ao Miranda

    24/10/2012

    Carioca de nascença, sambista por excelência, assim é Mart’nália, cantora, compositora e percussionista com 31 anos de carreira. Ela, que lançou neste ano seu novo disco, Não tente compreender, se apresenta nesta sexta (26) e sábado (27) na Miranda, na Lagoa.

    No recente trabalho, que tem direção e produção musical de Djavan, a artista experimenta um som além do samba, mostrando algo mais fino e delicado, influenciado pelo cantor de Oceano.Tamborins e pandeiros foram guardados por um tempo, e deram lugar a uma roupagem pop e de MPB.

    “Não tem como dar um tempo do samba, mas queria brincar de outra coisa. Nunca cantei rock’n’roll, queria desafiar”, explica a cantora que neste trabalho gravou até um rock (Zero muito), de Nando Reis. Mart’nália reuniu composições de peso para seu CD. Recebeu faixas inéditas de Gilberto Gil (Eu te ofereço), Caetano Veloso (Demorou), Moska (Namora comigo), Ivan Lins e Zélia Duncan (Serei eu?), entre outros.

    Regravações também estão presentes em Não tente compreender. A faixa título do CD e do show é de Marisa Monte e Dadi. Reversos da vida, do pai Martinho da Vila; Itinerário, composta por Max Viana e Vai Saber, de Adriana Calcanhotto, fazem parte do novo álbum de Mart’nália.

    Ela garante que seu novo show é certeza de diversão, tanto para ela quanto para o público. “O Dija (forma carinhosa como se refere a Djavan) me pediu pra ficar mais concentrada. Mas o que eu quero é me divertir!”, acrescenta, animada. Os sucessos Cabide, Pé do meu samba e Ela é a minha cara, são presença garantida no show.

    O show tem direção geral e criação artística de Guilherme Leme e Marcia Alvarez. Mart’nália sobe ao palco acompanhada por Ivan Machado (contra-baixo), Antonio Guerra (teclados), Tuca Alves (violão /guitarra), André Siqueira (percussão), Luiz Brito (percussão/cavaco), Theo Zagrae (bateria), e vocais de Dandara Ventapane e Analimar Ventapane.


    Pedro Rocha, Jornal do Brasil