notícias

  • Mart'nália volta a Pelotas

    29/07/2017

    Pré-venda para o show da cantora ocorre a partir desta terça-feira

    Dia 17 de setembro o Theatro Guarany receberá show de Mart'nália. Mais misturado leva a cantora de volta ao samba e, ao mesmo, tempo não deixa de lado outros gêneros da MPB, em um espetáculo com composições novas e clássicas. Os ingressos terão pré-venda na terça, na quarta e na quinta-feira, no Mundo das Capas, na Gelei e na Empório Gelei, de Shopping Pelotas. Realização é da Bah Entretenimento e produção executiva de João Schmit.

    Mart´nália está no samba desde que nasceu, mas a cantora também ouve e gosta de tantas outras vertentes de música. É esse espírito que nutre sua paixão pela música: misturando, juntando tudo.

    Tem sido assim desde que ela gravou seu primeiro LP, Mart'nália, em 1987, que ela canta vários tipos de samba, pop, rock, xote… e por aí vai. Só não interpreta axé, nem sofrência, nem sertanejo. Nada contra, mas nenhuma lhe cai como luva.

    Já gravou e cantou nos seus shows composições de Martinho da Vila, Vinicius de Moraes, Djavan, Candeia, Noel Rosa, Guilherme Arantes, Gilberto Gil, Zélia Duncan, Moska, Caetano Veloso, Celso Fonseca, Pedro Luís, Arlindo Cruz, Ana Carolina, Chico Buarque e de compositores nem tão conhecidos como Agrião, Mombaça, Fred Camacho e incluindo a si mesma.

    Por isso mesmo, esse novo show Mais misturado traz grandes sucessos e as músicas que foram gravadas no CD homônimo, lançado dia 6 de janeiro deste ano, em que completa 30 anos de carreira. Entre as canções mais famosas estão: Estrela, de Gilberto Gil, Linha do Equador, de Djavan, Ninguém é de ninguém, de Martinho da Vila, e Ela disse me assim e Loucura, de Lupicínio Rodrigues.

    O quê: show Mais misturado, de Mart'nália

    Quando: 17 de setembro, às 21h

    Onde: Theatro Guarany

    Antecipados: Mundo das Capas, Gelei e Empório Gelei

    Mais informações pelo WhatsApp (53) 98128-9028


    Diário Popular
  • Mart’nália diz estar pronta para show na Concha: "já comi minha rabada no Rio Vermelho"

    28/07/2017

    Prestes a cantar na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, a cantora carioca Mart’nália, 51 anos, garante que está em Salvador para “trabalhar e descansar”. “Não fico catando o que fazer, não, pra poder ficar à toa mesmo”, explica, rindo. O único compromisso profissional, reforça, acontece neste sábado (29), às 18h30, data em que apresenta o show + Misturado, com repertório do disco homônimo lançado no início do ano.

    “É sempre bom poder vir aqui, porque me sinto em família, de tantos amigos que tenho. Tenho um apezinho e é outro astral a gente poder viver um pouquinho a cidade sem ser só trabalhando”, explica Mart’nália. Ela já almoçou “uma rabadinha no Rio Vermelho”, não vê a hora de “comer lambreta com uma cerveja bem gelada” e está desejando um banho no Porto da Barra: “uma das praias mais gostosas do mundo”. “Nem na minha banheira tem uma água tão quentinha!”, gargalha.

    Na Concha, um dos lugares onde mais se apresentou em Salvador em 30 anos de carreira, Mart’nália passeia pela soul music carioca, pelo pop, ijexá e samba. O repertório reúne músicas de diferentes artistas gravados no álbum + Misturado, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Geraldo Azevedo, José Carlos Capinan, Maria Bethânia e Djavan. Sucessos de outros discos também estão no show que conta com participação da cantora baiana Illy, que também faz o show de abertura da noite.

    Bandeira

    No samba desde o berço, influenciada pelo pai Martinho da Vila (que vai ganhar um documentário dirigido pela filha, em 2018), Mart’nália garante que não tem problema em transitar por diferentes gêneros. Pelo contrário, foge dos rótulos e quer “ser Mart’nália, mais do que uma cantora disso ou daquilo”. “O que importa é ter a liberdade de ser o que se é, na hora que se quer, do jeito que quiser”, defende.

    Ao tirar o pé do samba em + Misturado e no disco Não Tente Compreender (2012), produzido por Djavan, Mart’nália foi criticada. “As pessoas disseram ‘ela brigou com o samba, nunca mais vai cantar samba’. É impossível eu não cantar samba! (risos) Mas Dija sempre me atentou para isso, que enquanto eu puder ser livre, eu seja”, conta, garantindo que não se preocupa com críticas.

    Além de não se preocupar com críticas, Mart’nália faz questão de não se envolver em polêmicas. Clicada seminua dando um beijo na boca do cantor Ney Matogrosso, cena dedicada ao pastor e deputado federal Feliciano, em 2013, a artista se esquiva ao comentar as recentes declarações de Ney sobre ser um ser humano, acima de sua orientação sexual.

    “Cada um faz o que quer. Tenho preguiça disso, tenho preguiça de tudo na verdade (risos). Gosto de falar da minha arte, de cantar o que tem que cantar, fazer meu picadeiro e divertir as pessoas. O que gosto no meu show é ver todo mundo feliz, indo embora pra casa soltinho. Foco na minha vida, no meu trabalho e o resto é a vida de cada um. Bandeiras, nem do meu time! Até porque o Vasco está cada vez pior...”, gargalha.


    iBahia - Música
  • Misturada e soltinha

    28/07/2017


    Laura Fernandes, Correio - Salvador
  • Sábado (29) tem Mart’nália na Concha Acústica do TCA

    24/07/2017

    A Concha Acústica do TCA será palco para a cantora carioca Mart’nália apresentar seu novo show, o + Misturado. Para esse novo trabalho, ela resolveu conectar todos os grandes sucessos e as músicas que foram gravadas no CD de mesmo nome já lançado nas lojas e nas plataformas digitais. Canções de Caetano Veloso, Geraldo Azevedo, Djavan, Gilberto Gil, Teresa Cristina e Mosquito, Zé Ricardo entre outros, poderão ser apreciadas no show que acontece dia 29 de julho (sábado), às 18h, na Concha Acústica do TCA, em Salvador.

    Quem abre o show é a cantora baiana radicada há dois anos no Rio.Illy, vem despontando no cenário nacional - com seu show intimista acompanhada pelo guitarrista Paulo Mutti.

    Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelo site www.ingressorapido.com.br


    Salvador por Stefano Diaz
  • Mart’nália na Concha Acústica do TCA

    24/07/2017

    A Concha Acústica do TCA será palco para a cantora carioca Mart’nália apresentar seu novo show, o + Misturado. Para esse novo trabalho, ela resolveu conectar todos os grandes sucessos e as músicas que foram gravadas no CD de mesmo nome já lançado nas lojas e nas plataformas digitais. Canções de Caetano Veloso, Geraldo Azevedo, Djavan, Gilberto Gil, Teresa Cristina e Mosquito, Zé Ricardo entre outros, poderão ser apreciadas no show que acontece dia 29 de julho (sábado), às 18h, na Concha Acústica do TCA, em Salvador. Quem abre o show é a cantora baiana radicada há dois anos no Rio. Illy, vem despontando no cenário nacional - com seu show intimista acompanhada pelo guitarrista Paulo Mutti. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelo site


    Sun Sun
  • Mart'nália apresenta seu novo show em Porto Alegre

    17/07/2017


    Jornal de Gravataí - RS
  • “+ Misturado” é o nome do show que Mart’nália apresenta na Concha

    17/07/2017

    A cantora carioca, filha de um dos maiores expoentes do samba Martinho da Vila, canta seus sucessos e também músicas famosas de grandes compositores brasileiros.Mart’nália samba desde que nasceu, mas também ouve e gosta de muitas outras vertentes de música: misturando, juntando tudo, surge o show “+ Misturado”, que apresenta todos os seus grandes sucessos e músicas de Caetano Veloso, Geraldo Azevedo, Djavan, Gilberto Gil, Teresa Cristina, Mosquito, Zé Ricardo, entre outros.Tem sido assim desde que ela gravou seu primeiro LP em 1985, cantando vários tipos de samba, pop, rock, xote. Já gravou e cantou nos seus shows canções de grandes nomes da Música Popular Brasileira, além de repertório autoral variado. Assim, ela mantém o prazer de cantar e deslizar no palco, enquanto a plateia dança, samba e canta junto.


  • Carrossel de influências

    07/07/2017


    O Globo
  • Mart'nália comemora 15 anos de TAMAR em Aracaju

    06/07/2017

    Seguindo as diversas comemorações de 15 anos do TAMAR em Aracaju/SE, no dia 21 de julho de 2017, a partir das 20 horas acontecem as apresentações dos sergipanos DJ Kaska e da banda Samba de Moça Só, abrindo a noite para Mart’nália.

    Inaugurado há 15 anos, o Centro de Visitantes do TAMAR em Aracaju, também conhecido como Oceanário, é uma importante ferramenta de educação ambiental da população, além de ser uma vitrine para apresentar as ações de conservação das tartarugas marinhas no Brasil realizadas com patrocínio da Petrobras há 35 anos. Com atividades de sensibilização como soltura de filhotes e alimentação interativa dos animais, a mensagem da conservação é transmitida a um público de moradores e turistas com mais de 160 mil visitantes por ano. Junto com a loja é uma estrutura fundamental de geração local de emprego e renda, arrecadando recursos para as ações de conservação.

    A valorização da cultura é um dos pilares da conservação e desde o início do TAMAR é incentivada em seus diversos âmbitos. “Apresentações de artistas que já se envolvem e possam se envolver com a causa da proteção às tartarugas traz cada vez mais aliados para o TAMAR, mostram mais a mensagem que queremos transmitir e ajuda em nosso trabalho diário de proteger as tartarugas e os oceanos”, diz o coordenador nacional do TAMAR, Guy Marcovaldi.

    Sobre Mart'Nalia – Com uma biografia brilhante que reúne a nata do Samba no sangue, na voz e no pandeiro, Mart'Nalia leva a música brasileira para o mundo. Artista de primeira linha, vai emprestar seu talento para chamar atenção para a conservação das tartarugas marinhas no Brasil. Mais sobre a artista: http://martnalia.com.br/

    O Projeto TAMAR começou em 1980 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. Com o patrocínio da Petrobras, por meio do programa Petrobras Socioambiental, hoje o projeto é uma soma de esforços entre a Fundação Pró-TAMAR e o Centro Tamar/ICMBio. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

    SERVIÇO

    SHOW MART’NÁLIA

    Data - 21 de julho de 2017
    Horário - a partir das 20h00
    Local - Projeto TAMAR, Av. Santos Dumont, 1010, Atalaia, Aracaju, Sergipe.
    Ingressos - Inteira: R$ 60,00 / Meia-entrada: R$ 30,00 / Inteira solidária: R$ 45,00 solidária + 1kg de alimento não perecível
    Mais informações: (79) 3243 3214, das 09h00 às 12h00 e 14h00 às 18h00.


  • Mart’Nália e Matheus VK no Circo Voador

    01/07/2017

    Ela abriu o nosso verão com um show tão incrível que precisávamos ver mais uma vez essa apresentação no palco do Circo. Sábado, 07 de julho, Mart’nália traz o seu show ‘+ Misturado’ em que canta samba, pop, rock, entre otras cositas más. A dobradinha com o muso da atual cena carioca, Matheus VK, continua e ele começa a noite vibrando os quadris.

    Lançado no início desse ano justamente aqui no Circo, o disco ‘+ Misturado’ mostra toda a versatilidade de Mart’nália, até porque não é todo mundo que consegue misturar tantos ritmos de uma maneira tão singular. E ela faz com o pé nas costas e com aquele sorrisão clássico. Com canções inéditas de grandes artistas da música brasileira e releituras de compositores mais que queridos pela cantora e essenciais para a sua formação musical, o disco é daqueles que você ouve do início ao fim sem pular uma música. “Estrela” (Gilberto Gil), “Tempo de Estio” (Caetano Veloso), “Linha do Equador (Djavan/Caetano Veloso) e as novas “Se você disser adeus” (Geraldo Azevedo/Capinam), “Ouvi dizer” (Teresa Cristina e Mosquito), “Eu te quero agora” (Zé Ricardo) são algumas pérolas presentes no repertório.

    Pra começar a noite na malemolência, Mart’nália convocou novamente aquele que fez uma verdadeira revolução pélvica na música brasileira: Matheus VK. No repertório, mais mistura. VK vai de Olodum a Bee Gees, além, é claro, dos seus sucessos ‘Malemolência’, ‘Pélvis’ e ‘Movimento Rebolático’. Impossível ficar parado!

    Serviço:

    MART’NÁLIA

    Abert.: Matheus VK

    Data: Sábado, dia 08 de julho de 2017

    Abertura da casa: 22h

    Capacidade: 2.000 pessoas

    Classificação: 18 anos (de 14 a 17 somente acompanhado dos pais)

    Bilheterias: terça a quinta: das 12h às 19h; sexta: das 12h às 24h (exceto feriados) e sábado a partir das 14h. ou www.ingressorapido.com.br


    Rota Cult
  • + Misturado, Mart’nália apresenta novo show na Concha Acústica do TCA

    01/07/2017

    Mart’nália samba desde que nasceu, mas também ouve e gosta de tantas outras vertentes de música desde então. Juntando tudo + Misturado. Tem sido assim desde que ela gravou seu primeiro LP em 1985 e lançou em 1986 pela 3M, que ela canta vários tipos de samba, pop, rock, xote e por aí vai. Para esse novo trabalho, o “+ Misturado”, ela resolveu conectar todos os grandes sucessos e as músicas que foram gravadas no CD de mesmo nome, lançado nas lojas e nas plataformas digitais no dia 06 de janeiro deste anos. Canções de Caetano Veloso, Geraldo Azevedo, Djavan, Gilberto Gil, Teresa Cristina e Mosquito, Zé Ricardo entre outros, poderão ser apreciadas no show que acontece no dia 29 de julho, na Concha Acústica do TCA, em Salvador. A noite terá abertura da cantora Illy - baiana radicada no Rio que vem despontando no cenário nacional - com seu show intimista acompanhada pelo guitarrista Paulo Mutti. Os ingressos começaram a ser vendidos no dia 08 de junho e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelo site


    Sun Sun