Vem cá, vem cá…

Mart'nália / Zé Katimba / André da Mata

Sou a preta mais loura do mundo
Sou senzala sou nobreza
Sou mucama sou rainha
Sou profana sou pureza
Quando o teu olhar me alcança
Manda embora a incerteza
Pra você eu me permito
Ser de fogão, cama e mesa

Eu entro e saio,
canto e danço no trabalho
venho e volto de viagem
e você só me deseja
Pra você eu me permito
Ser de fogão, cama e mesa

Vem cá vem cá
Faz de mim tua certeza
Pra você eu me permito
Ser de fogão, cama e mesa

Resistir aos teus encantos
É ir contra a correnteza
Fico toda arrepiada
Viro presa sem defesa
Não dá pra contrariar
A voz da mãe natureza
Pra você eu me permito
Ser de fogão, cama e mesa

© -



ficha técnica
Mart'nália: voz
Arthur Maia: arranjo e produção musical
Ronaldo Barcellos: vocal
Theo Zagrae: bateria
Analimar Ventapane: vocal
Maíra Freitas: vocal
Alceu Maia: cavaquinho
Macaco Branco: percussão
Raoni Ventapane: vocal
Dandara Ventapane: vocal
Ester Elias: vocal
Sabrina Korgut: vocal
Humberto Mirabelli: violão